Como anunciar no Facebook 

Saiba como alcançar mais clientes anunciando suas promoções ou campanhas na maior rede social do mundo

Existem várias redes sociais nos dias de hoje e a maioria delas oferecem diversas formas de fazer publicidade aos seus usuários a fim de atrair clientes qualificados para a compra de um produto ou serviço, visualizações de páginas e vídeos, downloads de materiais e por aí vai.

Mas o grande desafio de todas as pessoas que decidem por investir dinheiro $$ para atrair os clientes certos, é como fazer bem feito para que todo o tempo e investimento não sejam jogados no lixo. Neste texto, vou lhe ensinar as melhores formas de anúncio no Facebook e como fazer para não perder dinheiro com campanhas erradas.

Quando falamos em redes sociais de sucesso, o que vem à sua mente? Twitter? Facebook? LinkedIn? Orkut? Não, pera, essa última já nem existe mais, mas teve um papel essencial no crescimento de todas as outras que fazem sucesso hoje. Falando em algumas outras, ainda podemos citar o Youtube, Whatsapp, Pinterest, Instagram e Google +, para não falar em mais.

Temos claro que o Facebook é a maior delas, que hoje conta com quase dois bilhões de usuários ativos no mundo. Em números exatos, 1,86 bilhão de pessoas estão conectados à rede social do guru de Harvard Mark Zuckerberg. Para ficar mais claro, vamos somar a população de três importantes países do mundo:

China: 1.371 bilhão

Estados Unidos: 321,4 milhões

Rússia: 144,1 milhões

Se somado a população desses três países, temos um total de 1.836,5 bilhão de pessoas. O Facebook sozinho tem 1.860 bilhão de pessoas ativas no mundo. Isso é magnífico e super favorável para suas estratégias de anúncios no Facebook ADS. Além do Facebook, Zuckerberg e sua turma mantém outras redes sociais de sucesso na internet. Fique ligado no nosso blog que em breve lhe daremos dicas sobre as melhores formas de anunciar seu produto em cada uma delas. 

 

Facebook ADS

Anteriormente chamado de Facebook Flyers, a ferramenta de publicidade mudou de nome em 2007 passando a se chamar Facebook ADS, nome no qual persiste até o momento. Mas porque ADS? ADS significa Advertisement, que em tradução ao português, quer dizer propaganda, anúncio.

Facebook ADS são os anúncios pagos feitos no Facebook. A criação desses anúncios na rede é uma porta de entrada para a sua estratégia de promoção, seja de sua página que precisa de mais curtidas, um vídeo que precisa de mais visualizações, uma promoção que precisa de mais compradores, uma empresa a conseguir mais clientes e até mesmo uma simples mensagem, de uma pessoa qualquer, que precisa chegar a uma quantidade grande de pessoas.

 

Um a cada $10 dólares em publicidade são gastos no Facebook

                                                                                                        Neil Patel

 

A peça chave para um anúncio que lhe traga mais clientes

Toda estratégia de publicidade ou marketing precisa de um planejamento bem definido para que possa ser assertivo quanto aos seus objetivos. O Facebook ADS pode lhe ajudar a trazer muito mais resultados através da segmentação de seus clientes.  

A segmentação é a estratégia de selecionar seus clientes pelo perfil que a empresa deseja se relacionar, tendo como foco principal o perfil que seja equivalente à demanda que você deseja oferecer, alinhando as propostas de valor e para que seja atrativo ao seu negócio.

Logo, esta estratégia deve ser feita por você através de pesquisas que vão lhe ajudar a definir qual é o perfil exato de clientes que você quer atingir em alguma campanha de marketing, publicidade e etc.

Um exemplo de segmentação pode ser o objetivo de um empresário de fazer um anúncio para pessoas de sua mesma cidade, de uma determinada idade, sexo e ainda pode até configurar para seu anúncio para ser exibido para pessoas que tem determinado gosto, como por exemplo, pessoas que gostam de comida japonesa.

Definido isso, você já tem um grande caminho andado para que seus anúncios no Facebook seja visto por mais pessoas, pois o ADS trabalha exatamente em cima da segmentação para a obtenção de resultados. Não adianta alçar objetivos como “quero aparecer para todo mundo” ou “quero ser o maior vendedor do Facebook”, pois quanto mais segmentados forem seus anúncios, mais eficientes serão seus resultados.

Um exercício prático – Sou dono de uma franquia de bombons suíços recém-chegada ao Brasil, com a primeira sede no centro de Belo Horizonte. Minha estratégia deveria ser:

“Quero obter curtidas na página e vender bombons suíços para um público de 25 a 49 anos, homens e mulheres, que morem na região metropolitana de Belo Horizonte e que são casados”.

 

A mecânica de um anúncio no Facebook

O Facebook recebe milhões de informações e dados sobre seus usuários, que inserem de forma voluntária em seus perfis informações como relacionamento, localização, características físicas, interesses, pesquisas, gostos musicais e algumas outras mais. Eles têm a noção exata de quem são seus usuários e do que eles gostam.

Em sua política de privacidade, o site deixa claro que qualquer informação de seus usuários, bem como uma pesquisa feita ou informação de perfil, pode ser usada para fins de publicidade na página dos usuários.

Com esses dados, eles podem exibir anúncios segmentados, fazendo com que eu, você ou outro usuário da rede consuma somente as informações que sejam realmente relevantes para o consumo.

Um exemplo: há uma semana, procurei no Facebook informações sobre uma mesa para a minha cozinha. Encontrei algumas informações relevantes, algumas páginas que me ajudaram a tirar algumas dúvidas e até entrei em um grupo de design de ambientes para acompanhar algumas tendências do mercado.

De forma quase que instantânea, o Facebook colheu essas minhas informações de pesquisa, percebeu que eu tenho interesse em móveis, que pesquisei sobre uma mesa para cozinha e começou a me mostrar anúncios de várias lojas que oferecem o produto. Veja a imagem:

Percebemos que este post acima é um anúncio, pela tag “Patrocinado”, logo abaixo do nome Casas Bahia, pelo botão “Curtir Página” e também pela ação “Comprar agora”, na parte inferior direita da imagem. Essa terceira ação, que no anúncio da loja Casas Bahia está te induzindo à compra, é chamada de Call to Action, ou “Chamada para a Ação”. Todas os anúncios no Facebook tem um CTA no canto inferior direito. Além do CTA que foi usado no exemplo, os outros são:

– Assistir agora

– Saiba mais

– Cadastrar-se

– Fale conosco

– Reservar agora

– Baixar

– Apply now

– Inscreva-se

Como lhe expliquei, reconhecemos um anúncio no Facebook ao prestar atenção nas CTA, na tag “Patrocinado” e no botão para curtir a página. Todas essas opções estarão disponíveis quando você estiver pronto para criar seu anúncio. Continue lendo o texto e no próximo tópico, lhe ensinarei como dar os primeiros passos para criar seu anúncio.

 

Como anunciar no Facebook: o passo a passo

Anunciar no Facebook é, sendo objetivo, pagar para anunciar produtos na página de um público segmentado dentro do Facebook. Simples. E para fazer isso, as primeiras informações que você terá para montar sua estratégia são os tipos de anúncios que estão disponíveis na plataforma:

– Dentro do feed de notícias, no computador;

– Dentro do feed de notícias, no aplicativo de celular;

– Na barra lateral direita, no computador;

– Rede de audiência, no aplicativo de celular;

– Instagram

Se você tem o interesse de também anunciar no Instagram, a configuração do seu anúncio pode ser feita pelo Facebook, como visto nas opções. As outras três primeiras opções são explicativas já pelo nome.

A quarta opção que eu citei acima, sobre a Rede de audiência, são anúncios que vão ser exibidos em sites, jogos ou até mesmo outros aplicativos, como a imagem abaixo exemplifica. Sabe aquele aplicativo que você tem e ao usá-lo, são exibidas algumas propagandas? Então, esses anúncios podem ser do Facebook, como também de outros serviços, como o Google AdWords.

Todas essas opções poderão ser gerenciadas em suas campanhas no seu “painel de controle” dos anúncios, mais conhecido como gerenciador de anúncios. Existem duas formas de gerenciamento de anúncios no Facebook: o Gerenciador de anúncios e o Power Editor.

No gerenciador de anúncios, você coordena todas as suas ações, visualiza as métricas e tem a opção de editar qualquer coisa no momento que precisar.

O Power Editor é sugerido para usuários mais avançados e que já tenham uma experiência com a plataforma. Os anúncios no Instagram, por exemplo, só são liberados para fazer usando o Power Editor.

O próximo passo é decidir qual é o tipo de anúncio que você vai querer para cada tipo de campanha lançada. Você terá algo parecido com um self-service, onde poderá montar sua estratégia de acordo com os resultados que precisa atingir, e também de acordo com o quanto pode pagar. Falando nisso, no próximo tópico passaremos pelos tipos de pagamentos existentes na plataforma.

 

Tipos de pagamentos para as campanhas

Recentemente, o Facebook atualizou suas formas de pagamento e adicionou o boleto bancário como uma das opções disponíveis. Isso agradou uma quantidade imensa de usuários que não tinham acesso aos outros meios de pagamento. As outras formas são:

– Débito bancário

– Cartão de crédito

– PayPal

– Cupom publicidade

Os cupons publicidade são provenientes de parcerias feitas do Facebook com algum de seus serviços. Se você tem um site, por exemplo, e fez uma parceria com o Facebook para algum serviço, como um blog post ou até mesmo uma propaganda, você tem a opção de resgatar um cupom para uso de publicidade na dentro da rede social.

Como visto durante todo o texto, fazer um anúncio no Facebook não é complicado e pode lhe trazer bastantes benefícios se feito com planejamento e inteligência.

 

Anúncios para quem já é cliente

No Facebook, você também pode criar anúncios para a sua base de clientes, ou seja, para aqueles que já foram em seu estabelecimento e não voltaram. Assim, você pode fazer ofertas mais bem direcionadas que vai lhe ajudar a trazer seus clientes de volta.

Para fazer este tipo de anúncio o primeiro passo é ter os dados cadastrais dos seus clientes, principalmente o e-mail, mas como obter os dados de um cliente é sempre complicado, sugerimos a criação de um programa de fidelidade. Os clientes vão se cadastrar através do programa de fidelidade e depois você vai usar esta base de dados para gerar anúncios específicos.

Você pode extrair do relatório do seu programa, clientes que tem pontos e não resgatarem e exibir um anúncio específico para eles. Você pode também extrair uma lista dos clientes que não voltam em seu negócio há 90 dias e fazer uma oferta para trazê-los de volta.

Se você tiver 500 clientes que não voltam em seu negócio a 90 dias e o seu ticket médio for de R$100,00, você está deixando de faturar R$ 50.000,00. Já pensou nisso? Para criar anúncios no Facebook e criar um programa de fidelidade, você não vai investir nem 20% deste valor. É como dizem, para ganhar dinheiro, tem gastar dinheiro. Você vai investir e pode faturar 10x mais.

E então, qual é o seu planejamento para a primeira ou as próximas campanhas no Facebook? Conte-me nos comentários e fique ligado aqui no blog para as próximas postagens.

 

Comentários